O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) cobrou do Governo do Estado, na manhã desta terça-feira (5), explicações sobre a viagem feita pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), no sábado, para participar de evento político em favor do presidente Lula, em Fortaleza.

Ele apresentou requerimento, solicitando a presença do piloto responsável pela viagem, para esclarecer sobre plano e voo e gastos com a viagem. o tucano disse que a lei proíbe uso de bens públicos para fins pessoais.

“É vedado utilização de bens públicos com finalidades pessoais. O governador foi a Fortaleza para um ato em apoio a Lula pago com dinheiro público. Uma viagem dessa custa em média 12 mil. Os agentes públicos insistem em usar a máquina para viagens pessoais. Isso é improbidade administrativa”, afirmou.

Tovar citou o caso de Renan Calheiros que, em 2013, teve que ressarcir os cofres públicos por uso indevido da aeronave da FAB para assistir a uma partida de futebol no nordeste.

O parlamentar apresentou ainda uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) propondo a extinção da Ganja Santana como residência oficial do governador. Segundo Tovar, outros governadores, a exemplo do Distrito Federal, já adotou essa medida que revela respeito ao dinheiro público.

“O povo não aguenta mais gastos exorbitantes com lagosta para o governador. Precisamos danças conforme a música do povo. A população não suporta pagar essa conta carríssima e tenho certeza que contarei com o apoio dos meus colegas para aprovarmos essa PEC”, concluiu.