Zenedy Bezerra, secretário de planejamento e um dos articuladores políticos do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), rebateu a tese de que os cinco vereadores que assinaram a CPI da Lagoa estejam fora da base do prefeito.

Questionado a ausência desses parlamentares na reunião de ontem (8) com o prefeito, Zenedy informou que eles não foram convidados porque não houve nenhuma reunião formal, foi algo pensado na hora e não deu tempo para convocar todos os parlamentares.

“A reunião foi de última hora. Até outros vereadores que votaram contra a CPI não participaram, porque foi algo informal , do momento. Não houve tempo para convocar todos. Não existe essa história de retaliação. Os próprios vereadores que votaram a favor da CPI estão dizendo que permanecem na base”, argumentou.

Zenedy negou a informação dada à imprensa pelo vereador Felipe Leitão (sem partido) que um interlocutor da Prefeitura teria procurado o parlamentar na tentativa de convencê-lo a retirar a assinatura da CPI. O secretário  jogou para o próprio Felipe,  a decisão de permanecer ou não na bancada.

“Posso afirmar que não houve nenhum interlocutor por parte da Prefeitura procurando Felipe. Eu garanto que não procurei.Talvez tenha sido um colega de bancada que numa conversa informal tenha tratado do assunto, mas não significa dizer que foi a articulação da gestão. Sobre a permanência dele na bancada, é o próprio Felipe quem tem que dizer se fica ou sai”, concluiu.