O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) usou a tribuna do Senado na manhã desta sexta-feira (4), para comentar vazamento de delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e da condução coercitiva do ex-presidente Lula para prestar depoimento à PF.

Cássio disse que o governo de Dilma chegou ao fim e que os escândalos do PT paralisaram o país. Para o tucano, esse é  não é o momento de tripudiar os adversários, mas de encontrar soluções para tirar o Brasil da crise.

Ele afirmou que a crise que o país enfrenta hoje tem origem lá atrás, no escândalo dos Correios, do mensalão e se estende na Lava Jato. O paraibano acredita que o impeachement não é o melhor caminho neste momento.

A melhor saída seria novas eleições, onde o futuro presidente teria a legitimidade do voto popular. Cássio convocou a população brasileira para sacramentar o fim do governo do PT nas ruas no dia 13 de março.

“Convocamos o povo brasileiro para ir às ruas  de forma pacífica no dia 13 de março. É hora de mostrar patriotismo. O Brasil precisa de todos nós. O país é maior de que todo esse quadro de corrupção e saberá vencer essas dificuldades. É hora de demostrar civismo. Vamos às ruas porque se você não for, ela fica”, declarou Cássio num tom sereno.