Após bate-boca apimentado entre o  presidente da Câmara de João Pessoa  e o vereador Renato Martins (PSB), a sessão desta quarta-feira (2) foi encerrada em meio a confusão e troca de insultos.

A confusão começou quando Renato questionou a Mesa Diretor de não ter colocado requerimento de autoria dele que sugere audiência pública para debater o possível fechamento do campo da Marquise, no Valentina.

Durval alegou que o requerimento não foi colocado para votação porque não existe necessidade de audiência porque é falsa a informação de que a Prefeitura pretende fechar o campo..

“Eu quero assegurar ao vereador Renato Martins, aos moradores do Valentina  que ninguém vai mexer nesse campo. Primeiro, para que eles mexam, têm que passar pela Câmara e eu como presidente sou o primeiro a convocar audiência pública, caso isso aconteça. Por isso, o requerimento perde a validade porque o campo não será mexido. Estou assegurando que não vai acontecer isso. Quero assegurar aos moradores que o campo não será destruído”, garantiu.

Renato , Zezinho Botafogo (PSB)  e Lucas de Brito não aceitaram os argumentos de Durval e o acusaram de cercear o direito dos vereadores de oposição. O socialista acusou, aos gritos, o presidente de autoritarismo.

“O senhor não está acima de todos. O senhor não pode agir desta forma autoritária”, esbravejou Martins

O chefe do Poder Legislativo encerrou a sessão, alegando que  vereador não resolveria nada no grito. Ouça o áudio completo.