Ainda repercute o bate-boca protagonizado ontem (25), durante sessão na Câmara de João Pessoa, entre o vereador Renato Martins (PSB) e vereadores da base do prefeito.

Renato acusa o Poder Legislativo de subserviência ao prefeito Luciano Cartaxo. Segundo ele, é uma postura que não ajuda a cidade de João Pessoa. O vereador disse que o  presidente da Câmara engaveta projetos e discussões sobre os problemas da cidade.

“Essa apatia de subserviência do Poder Legislativo não ajuda a cidade. Não se debate na Câmara CPI, não se marca audiência para debater problemas nos transportes púbicos, na saúde. É um cenário de subserviência”, afirmou.

O socialista falou que não vai se intimidar diante das ameaças de cassar o mandato dele, por causa das críticas ao parlamento. Ele garantiu que já conversou com assessores sobre possíveis retaliações da bancada governista.

“Já reuni meus assessores e tá todo mundo avisado sobre  a tentativa de cassação. Não vejo amparo legal, mas houve ameaças do presidente. Ameaçou até cassar meus assessores. Nunca vi isso, nem na época da ditadura”, expressou.