O deputado estadual Raniery Paulino (PMDB), conversou com o blog do Anderson Soares e revelou que há praticamente um consenso em torno do nome dele para assumir a liderança da oposição, mas o peemedebista apresentou duas dificuldades.

Apesar de estar disposto a aceitar o desafio, Paulino disse que o fato do PMDB está na base do governo na AL, dificulta ascensão ao posto. Para ele, assumir a liderança seria constranger o partido.

Outro ponto levantado pelo deputado, é a divergência entre ele o PSDB. Raniery afirmou que tem divergências com a legenda e que não se sentaria com Cássio Cunha Lima.

Para ele, assumir a liderança é um risco que corre de ser mal interpretado em Guarabira, já que seu eleitor não aceita união com PSDB.

“Não quero constranger o PMDB. O partido tem sido muito correto comigo. AS divergências em Guarabira com o PSDB, não me permitem liderar uma bancada com o partido na base. A percepção em Guarabira é de que me uni a Cássio e ao PSDB. Não me sentaria com Cássio”, pontuou.

Reunião da Bancada

O parlamentar revelou que a oposição se reuniria hoje para definir o novo líder, mas a decisão ficará para próxima semana, porque o peemedebista tem uma reunião entre os deputados estaduais do país e o presidente nacional do partido, Michel Temer.